MANDETTA – O SALVADOR DA LAVOURA

Crônicas de fim de semana

Quando um justo caminha, vai batendo na cara dos injustos e construindo um mundo melhor. No meio da enxurrada de problemas que vem enfrentando na travessia da peste Coronavirus, o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, tem se revelado um sujeito ponderado, responsável, de argumentação tecnicamente impecável, e por isso mesmo simples, cuidadosa e transformadora. Tem sido o ponto de equilíbrio emocional e de razoabilidade, uma voz de lucidez na confusão de salvar vidas e proteger a economia…Sua postura e esforço no vídeo sugerem, a meu ver, a necessidade de termos o bom senso como guia de conduta nas nossas críticas, para não cometermos injustiça. O caldeirão está fervendo, mas ele sabe das coisas.Pessoas assim, prudentes, sempre estão munidas de inteligência emocional e muita paciência para esperar que o resultado positivo apareça depois da tempestade, e o nosso vai aparecer… Se Deus quiser!Esta epidemia não é a primeira e nem será a última, e ninguém vai matar nossa esperança. Celebremos a vida, as curas obtidas até aqui, e abominemos a desinformação que se vê em nome do nojento interesse econômico e das cores partidárias.Portanto, vamos dar força ao ministro. Afinal de contas, nunca foi sensata a decisão de causar desespero nos homens, pois quem não espera o bem… não teme o mal, já dizia Maquiavel.Amanhã vai ser outro dia. Pode crer.Amém!