ANEEL aprova redução de 0,78% nas tarifas de energia em Rondônia

Notícias

RONDÔNIA – A conta de luz dos consumidores residenciais de energia elétrica de Rondônia vai cair 0,78% a partir da próxima sexta-feira (13/12), seguindo determinação aprovada pela Diretoria da ANEEL nesta terça-feira (10).

Com isso, a tarifa por MW/hora para as residências no Estado cairá dos atuais R$ 581,37 para R$ 576,82.

A ANEEL aprovou o reajuste anual das tarifas da Energisa Rondônia, que atende 639 mil unidades consumidoras localizadas no estado do Acre. Os índices variam de acordo com o tipo de consumidor. Para quem recebe energia em alta tensão, como as indústrias, por exemplo, a redução será de 0,27%.

Ao calcular o reajuste, conforme estabelecido no contrato de concessão, a Agência considera a variação de custos associados à prestação do serviço.

Confira abaixo os índices que serão aplicados às contas de luz dos consumidores:

EmpresaConsumidores residenciais – B1
Energisa Rondônia-0,78%
EmpresaClasse de Consumo – Consumidores cativos
Baixa tensão
em média
Alta tensão
em média (indústrias)
Efeito Médio para o consumidor
Energisa Rondônia0,24%-0,27%0,11%


O pagamento antecipado do empréstimo da Conta ACR contribuiu para a redução da tarifa da distribuidora em cerca de – 5,42%.A Conta-ACR foi um mecanismo de repasse de recursos às distribuidoras para cobertura dos custos com exposição involuntária no mercado de curto prazo e o despacho de termelétricas entre fevereiro e dezembro de 2014.
O efeito médio da alta tensão refere-se às classes A1 (>= 230 kV), A2 (de 88 a 138 kV), A3 (69 kV) e A4 (de 2,3 a 25 kV). Para a baixa tensão, a média engloba as classes B1 (Residencial e subclasse residencial baixa renda); B2 (Rural: subclasses, como agropecuária, cooperativa de eletrificação rural, indústria rural, serviço público de irrigação rural); B3 (Industrial, comercial, serviços e outras atividades, poder público, serviço público e consumo próprio); e B4 (Iluminação pública).

Mais informações sobre reajustes tarifários aqui.  

Fonte: ANEEL

Deixe seu comentário

Você precisa estar logado no Facebook para comentar.