Governo de Rondônia anuncia novas medidas de distanciamento social no Estado

Notícias Saúde

O plano “Todos por Rondônia” foi elaborado pelo Grupo de Trabalho Técnico Científico do Governo do Estado e teve a participação da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) e do Instituto Federal do Sudoeste de Minas Gerais.   

Por Cadidja Medeiros 

O governo de Rondônia apresentou na última sexta-feira (8) um novo plano de ação para enfrentamento do novo coronavírus no Estado. O Todos por Rondônia, nome dado para a nova estratégia, foi elaborado pelo Grupo de Trabalho Técnico Científico do Governo do Estado e teve a participação da Universidade Federal de Rondônia (UNIR) e do Instituto Federal do Sudoeste de Minas Gerais.   

O anúncio foi feito no fim da tarde em uma coletiva de imprensa. O plano deve ser publicado ainda no início desta semana no Diário Oficial. Atualmente Rondônia possui 1,3 mil casos confirmados e 43 mortes em decorrência do novo coronavírus.

Todos por Rondônia

As ações são constituídas de quatro fases específicas, e cada uma delas possui como parâmetro a porcentagem de ocupação dos leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) estaduais e o índice de aumento no número de casos por dia. 

Na primeira fase será aplicado o Distanciamento Social Ampliado (DSA), onde somente os comércios que prestam serviços essenciais poderão abrir. Não serão permitidas aglomerações, visitas nas unidades prisionais, asilos ou hospitais. Os servidores e trabalhadores no geral deverão prestar serviços Home Office, e a movimentação dos cidadãos será somente para realização de compras ou trabalhos. 

A segunda fase é composta pelo Distanciamento Social Seletivo (DSS). As medidas adotadas na fase 1 ainda estarão em vigor, mudando somente a questão do isolamento, que será direcionado para os cidadãos que pertencem ao grupo de risco, e a abertura de comércios e serviços que não promovam a aglomeração e risco de contaminação.

Na terceira fase, acontecerá a  Abertura Comercial Seletiva (ACS). Serão mantidas as recomendações das fases 1 e 2, porém, a proibição será de aglomerações de até 30 pessoas e os restaurantes poderão reabrir com o consumo no local, sempre observando as regras de distanciamento social. 

Por fim, na quarta fase teremos a Abertura Comercial Ampliada e a Prevenção Continuada (ACAPC). Reabertura total dos comércios, mantendo os devidos cuidados com a higiene pessoal  a fim de  evitar contaminação. Nesta fase o uso de máscaras será obrigatório até 120 dias após a adoção das medidas.

Deixe seu comentário

Você precisa estar logado no Facebook para comentar.