Tambaqui de Rondônia alcança a 3ª colocação em exportação do pescado brasileiro

Notícias

Na exportação do pescado brasileiro, o Tambaqui saltou da sexta para a terceira posição da espécie mais comercializada com outros países no primeiro semestre de 2020. Os números resultam de estudo realizado em parceria com a Embrapa Pesca a Aquicultura e estão sendo comemorados pela Associação de Criadores de Peixes de Rondônia (Acripar), que vê com otimismo o estudo publicado pelo Ministério da Economia.

Elaborado em parceria com a Embrapa Pesca e Aquicultura, o estudo mostra que nos seis primeiros meses deste ano, a exportação do Tambaqui atingiu US$ 172.934,00, ficando atrás apenas das espécies Tilápia e Curimatá.

No primeiro semestre de 2019, o Tambaqui era apenas a sexta espécie em exportação, totalizando US$3.564 no período.

O presidente da Acripar, Francisco Hidalgo Farina, destaca que as ações realizadas pelos piscicultores de Rondônia, como o Festival do Tambaqui, realizado em Ariquemes e em Brasília, no ano passado, têm ajudado a divulgar a espécie. Ele também destaca que essas ações ajudam a impulsionar a comercialização do Tambaqui em outros países.

Farina também acrescenta que a qualidade do pescado está melhorando, através de processos produtivos, o que ajuda a conquistar o paladar dos consumidores. “Os produtores de Tambaqui estão cada vez mais qualificados e nós estamos usando a união e o associativismo para promover esse peixe que tem um sabor inigualável e um potencial para conquistar o mercado interno e também o mercado externo”, acrescenta.

RONDÔNIA
Rondônia é atualmente o estado com maior produção nacional de peixes nativos, tendo o Tambaqui como espécie de maior cultivo. São mais de 4 mil piscicultores produzindo cerca de 90 mil toneladas desse pescado por ano.

Fonte: Assessoria

Deixe seu comentário

Você precisa estar logado no Facebook para comentar.