Foto: Ruan Gabriel/Rede Amazônica

Artista transforma paradas de ônibus de Porto Velho em ‘salas de estar’ usando grafite

Notícias

Um artista de Porto Velho decidiu contribuir com a melhoria da paisagem da cidade usando a arte do grafite. A ideia do servidor público Nelson Brasil, de 42 anos, foi transformar paradas de ônibus em locais mais aconchegantes, como uma sala de estar.

No caminho de casa, na Zona Leste, para o trabalho, no Centro, feito todos os dias pelo artista, ele notou uma parada com um aspecto de abandono na Avenida Raimundo Cantuária, região do Roque.

Em uma sexta-feira, ele saiu mais cedo do trabalho e decidiu começar as pinturas. No sábado pela manhã, ele finalizou a arte. Um sofá, um quadro e dois personagens dos Simpsons decoram o abrigo de quem espera o coletivo. “A ideia foi fazer uma arte que o usuário pudesse interagir”, explicou.

“Eu sempre tenho uma sobra de tinta dos trabalhos aí me veio a ideia de revitalizar [o ponto de ônibus]. A gente fez o primeiro e a população abraçou a ideia, todo mundo elogiando, gostando do trabalho”, conta Brasil, que tem 22 anos de experiência no grafite.

Um amigo do artista pediu que ele fizesse o trabalho no residencial Cristal da Calama, extremo leste da capital, e ele atendeu o pedido. “A criançada realmente interagiu, gostou. Perguntaram como faz para aprender o grafite”.

Brasil trabalha na Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran) e recebeu autorização da pasta para executar as pinturas.

A intenção de Nelson é continuar fazendo os grafites pelas paradas de Porto Velho conforme o apoio que receber, especialmente em relação a materiais.

“Agora a gente pretende levar à frente com apoio de alguns amigos. Não é alguma coisa que a gente está fazendo sozinho. Sempre tem alguns amigos que ajudam com um material, uma lata de tinta, um spray. Eu tenho a sensação de que eu vou poder fazer um pouco mais do que eu poderia. Tinha uma ideia no começo de fazer umas quatro, cinco. Hoje essa ideia é fazer uma cem”, revelou.

Texto de G1

Deixe seu comentário

Você precisa estar logado no Facebook para comentar.