Advogados enfrentam o cenário desafiador imposto pelo Coronavírus

Educação Notícias

Para conectar as diversas gerações de advogados, um evento on-line será realizado de 26 a 28 de maio

A pandemia do novo coronavírus trouxe inúmeros desafios para as diversas profissões existentes. Com os profissionais do Direito não foi diferente. Os advogados precisaram se reinventar para, assim, conseguir seguir carreira de forma promissora. Na batalha pela inserção no mercado de trabalho, a advocacia jovem – composta pelos advogados formados nos últimos cinco anos – busca tornar menos árdua a realidade da profissão, que requer profissionais capazes de serem seus próprios defensores na conquista por oportunidades.

Atuar como advogado no Brasil requer múltiplas habilidades, das quais a capacidade de se reinventar divide os profissionais que terão sucesso pós-pandemia daqueles que serão mais afetados pela crise. Para a presidenta do Conselho Consultivo da Jovem Advocacia da Bahia (OAB Jovem), Sarah Barros, 31, os profissionais vêm enfrentando novas dificuldades de inserção no mercado por conta da pandemia. Hoje a forma que a jovem advocacia encontra para demonstrar autoridade é, inicialmente, através das redes sociais.

Se conseguir se estabelecer na advocacia já era desafiador, com a pandemia do novo coronavírus o cenário tornou-se ainda mais difícil, trazendo adversidades para os profissionais novatos e, também, para os mais experientes.  Sarah está à frente do Conselho que, dentre outras funções, oferece capacitações práticas para os advogados recém-formados, através de diversos cursos como de gestão, oratória e simulações de audiências, por exemplo.

“Cheguei na Ordem dos Advogados da Bahia (OAB) e ninguém me perguntou meu sobrenome, de quem eu era filha, era um ambiente de acolhimento e empatia que, com a pandemia, não está sendo possível presencialmente. Daí a importância de eventos e iniciativas on-line. A jovem advocacia ainda enfrenta adversidades e muitos não conseguem atuar na profissão que formaram. Por isso, a OAB Jovem tem função importante de desenvolver políticas específicas de valorização dos profissionais que estão ingressando no mercado”, detalha a advogada.

Entidades com a OAB Jovem da Bahia existem em todos os estados do país. São 27 presidentes nacionais atuando como instrumento de aproximação entre quem está em início de carreira e os advogados mais experientes. O advogado e Diretor Tesoureiro da OAB da Bahia Hermes Hilarião observa que a OAB Jovem tem sido instrumento de aproximação da advocacia jovem com a OAB e os advogados mais experientes. Realidade distinta do passado, quando havia um distanciamento da jovem advocacia. Hilarião destaca que a realização de eventos é fundamental para consolidar essa relação da jovem advocacia com a instituição e os colegas com mais anos de mercado.

“Sei o quanto é difícil advogar para quem está começando na profissão. Quem pensa em atuar no Direito deve escolher com bases nas afinidades. Além disso, precisa investir em qualificação, aproveitar o período de faculdade para se posicionar e é fundamental decidir advogar logo cedo. É importante, também, projetar o futuro na profissão desde cedo, conhecendo histórias e se espelhando”, acrescenta Hilarião.

Com o compromisso de auxiliar os recém-formados, a OAB Jovem disponibiliza, no site da OAB Bahia, um aplicativo que conecta advogados que buscam inserção no mercado de trabalho e Escritórios com processo seletivo aberto. Conforme a presidenta do Conselho, o aplicativo chamado Headhunter funciona como “caça-talentos”. De forma gratuita, os advogados cadastram seus currículos em um banco de currículos e o próprio aplicativo cuida de relacionar o candidato à vaga a qual ele tem o perfil compatível. A ferramenta está disponível para advocacia da Bahia.

Evento on-line reúne grandes nomes do Direito

De 26 a 28 de maio, mais de 150 palestrantes de todo Brasil vão participar de 52 painéis no II Congresso Online da Jovem Advocacia Baiana. Aberto para advogados inscritos na OAB nos últimos cinco anos, estudantes, bacharéis em Direito e demais interessados na área, o evento vai abordar temas de amplo interesse social e jurídico. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site onde o evento será transmitido: congressodajovemadvocacia.com.br. Interessados de qualquer parte do país podem participar.

A palestra magna do evento será proferida pela ministra do Tribunal Superior do Trabalho (TST) Delaíde Miranda Arantes. Outros nomes de peso na cena jurídica também estarão presentes – como o promotor de Justiça Rogério Sanches, o sócio-fundador do Jusbrasil Luiz Paulo Pinho, o juiz Pablo Stolze e a subdefensora pública geral do Estado da Bahia Firmiane Venâncio. “É um evento que conta com grandes nomes do Direito e possibilita a participação da advocacia jovem. É um momento para trocar experiências”, explica o advogado Hermes Hilarião, um dos palestrantes do evento.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Deixe seu comentário

Você precisa estar logado no Facebook para comentar.