Enem 2021: prazo para solicitar isenção da taxa de inscrição termina nesta sexta-feira (28)

Educação Notícias

Quem não conseguir o benefício terá que pagar R$ 85 para fazer o exame

Estudantes que pretendem fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 têm até esta sexta-feira (28) para solicitar isenção na taxa de inscrição. O pedido deve ser feito diretamente na Página do Participante do Enem, por meio do preenchimento de formulário. Até o momento o edital não informa sobre o valor da inscrição, mas na edição anterior estudantes tiveram que pagar R$ 85 para participar.

A isenção da taxa de inscrição é concedida a quem está na última série do ensino médio, em 2021, em escola da rede pública; quem cursou todo o ensino médio em escola da rede pública, ou em escola da rede privada, com bolsa de estudo integral, além de ter renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio; ou ser membro de família de baixa renda inscrito no CadÚnico.

Quem teve a isenção liberada para o Enem 2020, mas faltou às provas precisa justificar a ausência, também até a próxima sexta-feira, 28, para ter o benefício na edição de 2021.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), responsável pelo exame, pede que os candidatos justifiquem a ausência com documentos válidos, como um boletim de ocorrência, por exemplo, caso tenham sofrido algum roubo que impediram de comparar à avaliação. Entre as razões aceitas para justificar estão: emergências médicas, comparecimento ao trabalho, morte na família, maternidade ou paternidade, vítima de acidente de trânsito, entre outras.

O Enem é a maior prova de acesso ao ensino superior do país. Com o resultado do exame é possível ingressar no ensino superior de diversas formas. Os principais processos seletivos são os dos programas do governo Prouni, Sisu e Fies. Mas as possibilidades ofertadas pelo Enem não param por aí, atualmente 50 universidades portuguesas aceitam a nota da avaliação para acesso aos seus cursos de graduação.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Deixe seu comentário

Você precisa estar logado no Facebook para comentar.