Young beautiful student girl working, learning in college library. Education, study, technology, people concept.

Enem 2021: professor de História aponta quais assuntos da disciplina mais caem nas provas

Educação Notícias

Conhecida por ser interdisciplinar, avaliação exige mais conhecimentos sobre atualidades

Novos e antigos candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) devem levar em consideração na hora de estudar que uma das principais características da avaliação é a interdisciplinaridade. Isto é, as questões possuem relações entre duas ou mais disciplinas ou áreas do conhecimento. Além disso, nos últimos anos as questões passaram por mudanças exigindo mais conhecimentos sobre atualidades.

No entanto, mesmo diante das mudanças na abordagem das questões, há alguns temas que continuam presentes em todas as edições e, por isso, exigem atenção do candidato na hora de estudar.

O professor e historiador Ricardo Carvalho, que há cerca de 40 anos se dedica à carreira de docente, sinaliza que na disciplina de História há temas que são recorrentes, como: Brasil Colônia e suas características; as revoluções burguesas e as ideologias que estão relacionadas a elas; os movimentos liberais; as revoluções tecnológicas, em particular a Revolução Industrial e todas as suas fases – “esse é o tema que mais cai nas provas em todos os anos”, destaca o professor.

O docente ressalta também que o estudante precisa ter muita atenção pra Brasil República e os movimentos sociais. “Embora a prova tenha mudado de característica nos últimos três anos, se transformando em uma prova mais factual, não colocou de lado os movimentos sociais. A prova deixou de ter questões mais críticas para ter abordagens mais conteudistas”, explica o professor Ricardo.

Entre os conteúdos que são fundamentais serem revisados de uma forma mais intensa e mais próxima da prova são os conteúdos mais difíceis. Dentre os assuntos de História, o professor Ricardo destaca quais temas merecem atenção extra no momento da revisão, sendo eles: Era Vargas; Terceira Revolução Industrial; as duas guerras mundiais, em especial a Segunda Guerra Mundial; a geopolítica e os conflitos do mundo contemporâneo; Oriente Médio e as tensões pós-Guerra Fria e os conflitos soviéticos.

“Todos esses temas exigem um apuro maior e quantidade de informações maiores, então são os temas que sugiro que os estudantes busquem o estudo mais aprofundado”, justifica o historiador.

Aprendizagem remota

A pandemia estimulou o surgimento de propostas de cursos remotos. Para o professor Ricardo Carvalho, os cursos on-line e sites com bons conteúdos são opções interessantes. “Sempre sugiro ao estudante que ele busque cursos com aulas ao vivo, apostilas, listas de exercícios, simulados”, pontua. 

Nesse quesito, o Me Explica!, Guia Enem e TVEnem são opções úteis para quem busca estudar de forma independente por meio da internet.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Deixe seu comentário

Você precisa estar logado no Facebook para comentar.