Foto: Reprodução/Apple

iPhone 12 é anunciado sem carregador e fones de ouvido, mas com 5G

Ciência e Tecnologia Economia

O iPhone 12 foi anunciado pela Apple pelo preço sugerido de US$ 799, o que dá cerca de R$ 4.450 pelo câmbio do dia. Além dele, há três novos celulares: iPhone 12 Mini por US$ 699; iPhone 12 Pro por US$ 999; e iPhone 12 Pro Max por US$ 1.099. As vendas começam em outubro nos Estados Unidos. Não há previsão de vendas no Brasil.

A grande novidade fica por conta da internet 5G em toda a nova linha da maçã. Usuários poderão acessar a internet em velocidades maiores caso estejam numa região com a nova tecnologia.

A empresa decidiu remover os fones de ouvido e o plugue de tomada que costumavam acompanhar o aparelho. A partir de agora, a caixa do iPhone inclui um cabo USB-C para Lightning. Consumidores que não tiverem plugue USB-C deverão comprar à parte. De acordo com a Apple, a medida foi adotada como parte dos esforços para preservar o meio-ambiente.

Outro revés no Brasil tem a ver com modelos antigos: o iPhone 11 e o iPhone XR ficaram mais caros no território nacional.

iPhone 12 e iPhone 12 Mini

Todas as cores do iPhone 12 — Foto: Reprodução/Apple
Todas as cores do iPhone 12 — Foto: Reprodução/Apple

O iPhone 12 foi “reimaginado” em termos de formato. Com tela de 6,1 polegadas, o modelo ficou 11% mais fino, 15% menor em volume e 16% mais leve que o iPhone 11. Foi possível chegar a este resultado ao reduzir principalmente as bordas do smartphone.

O display OLED ganha o nome comercial de Super Retina XDR Display. É superior ao LCD encontrado em outros celulares, com mais brilho e contraste mais profundo. Um tratamento especial batizado de escudo cerâmico protege a tela, para dar mais durabilidade. “É mais forte que qualquer outro vidro em smartphone”, declarou a empresa.

iPhone 12 tem tecnologia Ceramic Shield que promete proteção 4 vezes maior — Foto: Reprodução/Apple
iPhone 12 tem tecnologia Ceramic Shield que promete proteção 4 vezes maior — Foto: Reprodução/Apple

Já era esperada a chegada de uma versão menor do iPhone. O iPhone 12 Mini tem tela de 5,4 polegadas. Apesar disso, todos os demais detalhes de ficha técnica acompanham as novidades apresentadas hoje, inclusive a conectividade 5G.

iPhone 12 mini — Foto: Reprodução/Apple
iPhone 12 mini — Foto: Reprodução/Apple

iPhone 12 e iPhone 12 Mini trazem o seguinte conjunto fotográfico:

  • Câmera traseira principal de 12 MP (f/1.6)
  • Câmera traseira ultra wide de 12 MP (f/2.4)
  • Câmera frontal de 12 MP (f/2.2)

A fabricante promete uma melhor experiência ao usar as câmeras. Agora há novos recursos para focar no que realmente importa da cena. Os novos iPhones 12 seguem com Face ID para biometria facial e resistência à água e poeira.

O iPhone 12 e o iPhone 12 Mini serão comercializados nas cores preto, branco, vermelho, azul e verde. São três opções de armazenamento: 64 GB, 128 GB e 256 GB. Consumidores dos Estados Unidos poderão comprá-los ainda em outubro. Não há previsão de vendas no Brasil.

iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max

A Apple anunciou também a linha profissional renovada com o iPhone 12 e o iPhone 12 Pro Max pelos preços sugeridos de US$ 999 e US$ 1.099, o que dá R$ 5.570 e R$ 6.130 pelo câmbio do dia. Ambos contam com melhorias na captura de imagens, sistema de câmeras refeito e compatibilidade com novos padrões, inclusive o Dolby Vision. O sensor da câmera wide está 47% maior.

Há ainda a chegada do sensor LiDAR, um recurso já presente no iPad Pro que auxilia a mapear superfícies, piso, teto e paredes do ambiente em que o usuário está. A novidade mira experiências melhores em Realidade Aumentada.

iPhone 12 Pro Max traz tela de 6,7 polegadas — Foto: Reprodução/Apple
iPhone 12 Pro Max traz tela de 6,7 polegadas — Foto: Reprodução/Apple

O iPhone 12 Pro tem tela de 6,1 polegadas. A maior tela já vista num telefone da Apple está no iPhone 12 Pro Max: são 6,7 polegadas. A fabricante explicou que foi possível aumentar o display ao reduzir as bordas do smartphone, quando comparado com o iPhone 11 Pro Max, lançamento de 2019.

MagSafe para iPhone

Um novo carregador magnético foi anunciado seguindo a grife do MagSafe, uma marca já conhecida pelos fãs da marca. Desta forma, usuários podem recarregar o celular ao posicioná-lo sobre o acessório. A fabricante destacou que são necessárias novas capinhas, que sejam desenhadas para permitir o fluxo de eletricidade.

A14 Bionic

O processador A14 Bionic foi apresentado nesta tarde com a promessa de ser o mais veloz de todos os tempos – com desempenho 50% melhor. Para chegar neste resultado, a companhia utiliza fabricação em 5 nanômetros. Trocando em miúdos, significa que a empresa conseguiu miniaturizar ainda mais os componentes, o que se traduz em mais desempenho e maior economia energética.

5G

O CEO da Apple, Tim Cook, destacou que o 5G só se torna realidade para muitos consumidores quando o iPhone passa a oferecer a conectividade. Já o CEO da operadora de telecomunicações Verizon, Hans Vestberg, destacou que a rede está em expansão no território americano, com novas antenas em estádios, casas de espetáculos, aeroportos e atrações turísticas, entre outros ambientes.

Diz a empresa que o download em 5G pode chegar a 4 Gb/s (Gigabits por segundo) em “condições ideais”, enquanto o upload pode chegar a 200 Mb/s (o famoso Mega).

HomePod Mini

HomePod Mini — Foto: Reprodução/Apple

HomePod Mini — Foto: Reprodução/Apple

A fabricante anunciou uma versão pequena do HomePod, chamada de HomePod Mini. Trata-se de uma caixinha de som com alta qualidade de som aliada à inteligência artificial da Siri. É possível controlá-la por meio de comandos de voz. O HomePod Mini chega para concorrer principalmente com a Echo Studio nos Estados Unidos. Aliás, o formato bolinha do novo aparelho Apple lembra bastante o acessório anunciado pela rival Amazon há algumas semanas.

É vendido em branco ou cinza. O preço sugerido é de 99 dólares, o equivalente a R$ 550, com vendas programadas para novembro. A Apple informou ao TechTudo que não há previsão de lançamento no Brasil.

Fonte: Techtudo

Deixe seu comentário

Você precisa estar logado no Facebook para comentar.