Bolivianos são detidos com mais de 300 litros de combustível contrabandeado em Guajará

Nova Mamoré e Região

Mulher foi presa e um menor foi encaminhado ao Conselho Tutelar. Além do combustível, foram apreendidos outros produtos bolivianos que haviam sido levados por barqueiros.

Um casal de bolivianos foi detido na tarde desta sexta-feira (28), no porto clandestino Pérola em Guajará-Mirim (RO) pelo contrabando de quase 320 litros de combustível. Um dos envolvidos é menor de idade.

Segundo informações da Polícia Federal (PF), uma guarnição da Força Nacional de Segurança (FNS) patrulhava nas imediações do porto clandestino Pérola (ponto conhecido de comércio de combustível estrangeiro), quando avistaram duas pessoas correndo com galões de gasolina.

O casal foi abordado e com eles foram flagrados 319 litros de combustível e a quantia de R$ 856 e Bs 590, escondidos no boné de um dos suspeitos.

Os suspeitos e o material foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal. No momento da abordagem policial, os dois envolvidos se declararam bolivianos e menores, e não apresentaram nenhuma identificação.

No entanto, ao chegarem na PF, após buscas nos sistemas foi constatado que a mulher tinha 21 anos e já teria tido passagens pelo crime de contrabando. Ela foi encaminhada ao presídio feminino e vai responder por crimes de contrabando e corrupção de menores. O menor, de 17 anos, foi encaminhado ao Conselho Tutelar.

Ainda durante patrulha pelo porto, a mesma guarnição da FNS localizou uma grande quantidade de produtos importados da Bolívia que tinham chegado no local levados pelos barqueiros, mas estavam abandonados. Cigarros, eletrônicos, tapetes, mantas, desodorantes e roupas foram apreendidos e levados para Polícia Federal.

G1

Deixe seu comentário