Serviço de Investigações e Capturas prende dois dos maiores assaltantes em Guajará-Mirim

Nova Mamoré e Região

A Policial Civil de Guajára-Mirim prendeu durante a manhã de quinta-feira (15), os principais suspeitos dos assaltos da Farmais, e da Ouro Móveis, e da Saltenharia Guayara-02 no bairro Planalto que ocorreram nos últimos dias no município.

Os suspeitos foram flagrados por câmeras de circuito interno dos comércios em que eles praticaram os assaltos.

Diego Gomes da Silva de 25 anos e Luan Henrique Felipe Cassol, vulgo “SONECA” de 22 anos eram foragidos do Sistema Penitenciário da cidade de Ariquemes, e segundo a polícia eles tinham novos planos para roubar outros estabelecimentos comercias em Guajará-Mirim.

O Serviço de Investigações e Capturas monitorou por dois dias o local onde estavam, na Avenida Airton Senna no bairro Jardim das Esmeraldas e imóvel foi cercado pelos investigadores.

Os policias chegaram a casa, bateram palma para ter certeza que os dois estavam dentro do recinto, mas quando DIEGO percebeu que era a polícia saiu em desabalada carreira, pulando diversos muros, e quintais sendo alcançado cerca de 3 casa a frente.

Durante a abordagem, DIEGO reagiu contra os policiais civis tentando se desvencilhar da equipe sendo necessário o uso de algemas, e técnicas policiais para contê-lo, e isso causou lesões tanto em DIEGO quanto nos policiais civis.

De acordo com a polícia, o outro suspeito LUAN estava no quarto dormindo e quando saiu à sala para ver o que estava acontecendo, avistou os policiais e jogou um aparelho celular smartphone Samsung A31 cor azul no chão para danificá-lo e destruir eventuais provas, que pudessem incriminá-los.

Logo após destruir o aparelho telefônico, LUAN também tentou empreender fuga, mas como estava dentro da residência foi logo alcançado e contido pela equipe policial, mas resistiu à prisão e foi necessário o uso de técnicas policiais, e utilização de algema para garantir a integridade física do suspeito como da equipe policial.

LUAN tentou retirar a algema, e investiu contra os policiais sendo consequentemente ferindo tentando fugir novamente dos investigadores.

Com os dois presos, os policiais iniciaram as buscas no interior da residência, e foram encontrados os tênis Nike e olímpicos utilizados nos assaltos, roupas, como também os óculos de graus, e máscaras semelhantes as que estavam com os suspeitos nas datas dos crimes, e nas imagens de câmeras de seguranças.

Algumas das vítimas reconheceram os objetos roubados durante a ação criminosa, um relógio feminino marca Champion cor dourada, 01 relógio masculino Magnum cor dourada, 01 aparelho celular smartphone Samsung modelo A31cor azul, 01 aparelho celular Samsung smartphone modelo J8, cor roxa e 01 carteira porta cédula masculina da cor marrom.

Em relação às armas utilizadas nos assaltos, ambos disseram que não tinham armas em casa, e nas buscas realizadas no quintal da residência os policiais localizaram embalagens de marmitex, e em um desses marmitex estava escrito favor entregar na Avenida Airton Senna no Jardim das Esmeraldas.

LUAN foi questionado sobre de quem era o endereço escrito em uma das marmitas, e Luan disse que era de um colega, os policiais foram até o endereço e localizaram a casa de Fabricio Quintão Olímpio de 33 anos, que na chegada da equipe correu para os fundos da residência e jogou um saco plástico com um pedaço de substancia entorpecente, tipo maconha e diversos rolos de papel filme que é utilizado para a embalagem da droga e a quantia de R$ 375,00, localizado pelos policiais.

Fabrício autorizou a entrada dos policiais, mas exigiu que os policiais assinassem um termo. Os policiais entraram e perguntaram de quem seria a droga, encontrada no interior do recinto, e FABRICIO alegou que é usuário de substancias entorpecentes, e a droga seria para seu consumo pessoal.

Quando os policiais perguntaram se ele conhecia Luan e Diego, FABRICIO informou que os conheceu no presídio de Ariquemes no ano de 2015 e que desde lá mantinham contato através de mensagem via WHATSAPP.

FABRICIO disse ainda que não participou dos assaltos, mas que tomou conhecimento dos roubos através das redes sociais, e reconheceu LUAN E DIEGO como os autores dos crimes, mas disse não ter conversado com os mesmos sobre a ação delituosa.

Diego Gomes da Silva e Luan Henrique Felipe Cassol, vulgo “SONECA” foram presos através de um mandado de prisão e foram apresentados ao presidio local.

Fonte: Agora Guajara

Deixe seu comentário

Você precisa estar logado no Facebook para comentar.