PMRO realiza reintegração de posse e apreende armas em fazenda onde policiais foram assassinados

Notícias Polícia

Armas de fogo, munições, armas brancas, coletes balísticos, uniformes camuflados do Exército Brasileiro, rádios transceptores, motosserras, placas de energia solar, estrutura de internet instalada com antena parabólica, binóculos, artefatos usados como armadilhas para furar pneus, foram apreendidos durante a operação ‘Primavera’, realizada pela Polícia Militar de Rondônia (PMRO) na região da fazenda Nova Brasil, no distrito de Mutum-Paraná, onde dois policiais militares foram assassinados no último dia 3.

Policiais do 5º Batalhão de Polícia Militar – 5ºBPM (Batalhão Belmont) integraram a tropa de mais de 270 militares empregados na ação, que também contou com apoio do Corpo de Bombeiros Militar, Núcleo de Operações Aéreas (NOA), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Polícia Técnico-Científica (Politec). Mais de 60 viaturas, quatro helicópteros, duas embarcações e 12 Organizações Policiais Militares (OPM) foram mobilizados na ação.

Durante a operação, foram cumpridos mandados de busca e apreensão, e sete criminosos foram presos, incluindo cinco suspeitos de envolvimento nos assassinatos dos militares. Vários carros e motocicletas sem a devida documentação também foram apreendidos.

Barreiras policiais foram montadas em vários pontos da região, no intuito de controlar os acessos de entrada e saída da área invadida, onde foi constatada a presença de aproximadamente 500 pessoas do movimento sem-terra Liga dos Camponeses Pobres (LCP).

Na tarde de sábado (10), o Poder Judiciário autorizou a entrada da tropa para apoiar os Oficiais de Justiça nos trabalhos de reintegração de posse do local. Houve animosidade dos invasores, mas a PM controlou a situação, sem confronto. Em seguida, foi realizada a triagem dos invasores e o processo de desocupação da área em litígio. Ônibus e caminhões foram utilizados no transporte dos invasores e seus pertences.

O comandante do 5º BPM, major PM Renato Suffi, enaltece o trabalho desenvolvido e destaca que vão continuar. “Agradeço e parabenizo a atuação de todos os envolvidos nessa operação, uma das maiores já realizadas pela PMRO. Foram dias de intenso trabalho, mas a união e a garra desses guerreiros, que fizeram o seu melhor, incansavelmente, foram essenciais para que tivéssemos um bom resultado. Mas ainda não terminamos. As ações vão continuar até encontrarmos todos os culpados pelos assassinatos dos dois militares, e pelas tentativas de homicídio de mais quatro policiais, onde um deles ainda se encontra internado em tratamento”.

Fonte: 5ºBPM

Deixe seu comentário

Você precisa estar logado no Facebook para comentar.